Poema e sabonete.

 

Antes de mais nada: Que bom que choveu hoje, não? Estávamos precisando!! (Por favor, não faça dessa parte seu comentário, coisas mais interessantes estão por vir nesse post.)

Bom,

Como as peripécias culinárias andam um pouco em falta, e eu em falta com o blog, mais um post de achados! Como eu prometi a mim mesma não ficar com sentimento de culpa de não postar, digo dessa vez que estou em falta com as postagens porque realmente elas se organizaram na minha cachola, mas só agora “deu tempo” de mandar ver!

Começo com o poema. Hoje, quase na hora de ir embora lá no Museu (Isso! Estágio no Museu Mariano Procópio no Departamento de Acervo Técnico! Prometi um post sobre isso, mas esse de hoje veio primeiro e é assim que vai ser! hehe Só pra resumir começarei trabalhando no acervo da biblioteca, na conservação e higienização de livros raros e não raros), demos uma lida em alguns livros e catálogos sobre museologia. Logo de cara, me deparo com um poema de Antonio Cícero (Rio de janeiro, 1945), que até então não conhecia. Pelo que vi na internet faz parte de um de seus livros, Guardar. Tive logo que anotar porque gostei demais e é bom quando alguém fala bem algo que a gente ainda não conseguiu concretizar em palavras.

“Guardar…Guardar…Guardar

Guardar uma coisa não é escondê-la ou trancá-la

Em cofre não se guarda nada

Em cofre perde-se a coisa vista

Guardar uma coisa é olhá-la, fitá-la

Mirá-la por admirá-la

Isto é, iluminá-la e ser por ela iluminado

Estar acordado por ela

Estar por ela

Ou ser por ela”

Esse foi o poema e agora, o sabonete! O sabonete? Isso mesmo! O sabonete que me fez inaugurar uma lista de melhores sabonetes que por enquanto só tem ele. E estou achando difícil um superá-lo porque eu to apaixonada por ele! Já usei uns sabonetes muito gostosos, mas esse… Ah, esse é bom demais! Nossa, só de pensar no cheiro me dá vontade de senti-lo! Ganhei de natal da vó Gustavo e há tempos que quero recomendá-lo aqui, e chegou a vez!

Coleção Acredite na beleza. O Boticário – latinha “sonhos”

Eu não conseguia definir o cheiro de jeeeito nenhum!! Sabia que tinha alguma coisa de fruta no meio, que já me agrada bastante! Nada daquela coisa “sabonete”. Se é que vocês (que sentem cheiro, claro) me entendem. Até que fui no site d’O Boticário e lá encontrei tudo que eu sentia! hahah

Família Olfativa: Floral Frutal.
Saída: Tangerina, Damasco, Bergamota, Melão.
Corpo: Muguet, Jasmim, Cassis, Flor-de-lótus.
Fundo: Musk.
Até saída eu fui bem, era isso mesmo. Em corpo eu já fiquei meio sem entender… E quando chegou no fundo, necas. Mas a Família olfativa e essa tal de saída já me valeram a pena e é isso aí!! Parece uma mistureba danada, mas não é não gente, to falando sério!!
 
Parabéns pra quem elaborou essa fragrância e beijos pra quem passa por aqui! Já falei demais, até mais!

Dia da saudade, que foi dia 30.

Esse post era pra ter sido feito dia 30/01, mas como não teve como, o deixei guardadinho aqui pra quando desse tempo. Dia 30 foi dia da saudade. Aí pra esse dia, “chega de saudade”! Mas antes, como eu cheguei até ela pra postar aqui.

Um dia ótimo com minhas primas Elisa e Letícia, e com meus pais. Passeamos, tomamos o “yogo” lá do alameda, andamos a toa na americanas e rimos de muitas, muitas coisas. Viemos pra casa… noite de panquecas!! Estavam muito, muito boas!! A massa que a minha mãe faz é de uma textura maravilhosa! Depois retornamos pros computadores para Elisa e eu cantarolarmos e Letícia desenhar!

Aí uma das músicas que nós cantamos com muito primor (hauahauha) foi “chega de saudade”. Que eu mais admirei a letra do que cantei porque ela é difícil pacas!

Terei saudade desse dia, mas não de dias como esse, pois espero que eles se repitam pra sempre!

Pra completar fiquei empanzinada porque meu organismo não suporta mais uma grande quantidade de comida de uma vez só, mas passar mal… não mesmo! Fiquei super feliz!

Juro que queria postar fotos, mas não fotografamos nada esse dia! E eu ainda falei: podia ter tirado umas fotos pro blog. Mas como eu ainda não me acostumei com essa idéia e foi tudo acontecendo sem muitos planos, espero que vocês (que tiveram a paciência de ler tudo, tudo mesmo) tenham sentido um pouco da alegria desse dia!

Chega de saudade – Tom e Vinícius

“Vai minha tristeza
E diz a ela que sem ela não pode ser
Diz-lhe numa prece
Que ela regresse
Porque eu não posso mais sofrer

Chega de saudade
A realidade é que sem ela
Não há paz não há beleza
É só tristeza e a melancolia
Que não sai de mim
Não sai de mim
Não sai

Mas, se ela voltar
Se ela voltar que coisa linda!
Que coisa louca!
Pois há menos peixinhos a nadar no mar
Do que os beijinhos
Que eu darei na sua boca

Dentro dos meus braços, os abraços
Hão de ser milhões de abraços
Apertado assim, colado assim, calado assim,
Abraços e beijinhos e carinhos sem ter fim

Que é pra acabar com esse negócio
De você viver sem mim
Não quero mais esse negócio
De você longe de mim
Vamos deixar esse negócio
De você viver sem mim.”

Pra desumidificar.

As Rain boots. Que aqui em Juiz de Fora ninguém tem o costume de usar!! Nessa cidade que só faz chover todo verão, poderia se tornar um item do vestuário, não é? Todo ano falo: “não passo o próximo verão sem uma galocha!” Pra poder andar mais tranquilamente pelas ruas sem ter as meias, a barra da calça ou os tênis molhados. Apesar de adorar algumas estampas, acho que eu ficaria com uma mais sóbria, pra poder combinar com quase tudo! hehehe

Bom, selecionei algumas no site da loja virtual Amazon pra vocês verem e para alegrar e colorir esses dias que são só úmidos pra uns e pra outros são tristes também.

Minhas desculpas aos meninos por não ter postado nenhum modelo masculino, mas as femininas são mais legais…hehhe Mas elas existem!!

 

 

 

 

O que eu gostaria de ser #1

Há um tempo atrás, navegando em um dos meus sites preferidos de casamento, o Constance Zahn (preferido porque tem de tudo mesmo e sempre coisas criativas! Desde convite a lembrancinhas), encontrei um post falando sobre uma “nova profissão” que eu adorei e não acharia ruim ser não… Fotógrafa de lua de mel! hahah No início pode soar estranho, mas existe uma empresa que presta esse tipo de serviço. Eles fotografam também (parte) da lua de mel e desde a época em que li eles já tem um escritório na Europa. A empresa chama-se Foco Estudio. Eles acompanham o casal durante todo o processo matrimonial ou somente nos passeios e pegam uns bons momentos, fazem umas fotos diferentes que ao meu ver, registram melhor o momento do aquela tradicional foto posada “eu estive aqui, eee!”

Convenhamos, com um ponto de vista diferenciado (uma das coisas que fazem o fotógrafo) a história fica bem mais interessante e emocionante!

Para esse tipo de serviço fica a partir de r$ 2990,00. Pra quem tem dinheiro e quer gastar com isso, acho que vale o investimento. Bem mais divertidas que as fotos que a gente cansa de ver por aí…

Na lista dos meus achados, já tem umas equipes que fotografam nessa forma mais diferenciada, buscando certos detalhes… Quem quiser ver umas fotos bacanas, estão lá! Esse estilo vem crescendo e acho isso ótimo! Sou adepta dessa vertente!

Bom, um post de “achado”, sem essa de primeiro post do ano. Já vinha com essa idéia pra compartilhar com vocês. Algo que eu gostaria de ser e que nem precisa ser fora do Brasil (ah vá… hahaha)

E uma última coisa: NÃO VAI PARAR DE CHOVER NÃO É?

Natalino.

É. Isso mesmo. Dia 28 de dezembro e eu fazendo o post natalino desse ano. Com um ligeiro atraso, mas é que agora que deu tempo pra sentar e fazer tudo direitinho, com calma, pra ficar legal!

O que não poderia faltar nesse Natal em termos gastronômicos?? Cupcakes Natalinos!!! Combinei com a Letícia (minha fiel companheira culinária e futura sócia…hahah) de vir aqui pra casa para prepararmos. Começamos pensando em fazer uma massa diferente, com algum recheio, mas ao decidirmos a cobertura ficamos com medo de ficar muito doce! Fizemos a massa básica mesmo. Como já estava ficando tarde, não teríamos muito tempo (e nem todos os ingredientes em casa) não optamos pela pasta americana para cobrir e confeitar e sim, uma receita que minha mãe viu na internet super fácil de fazer, boa para modelar, colorir e pelos seus ingredientes parecia ser uma delícia: Leite “Ninho”, açúcar e leite condensado. Só isso!

Voilá!

Dessa vez, ninguém maior de 50 anos na cozinha! Fizemos tudo. Sozinhas! Isso é um grande passo pra mim, até emociona postar isso! hahaha Brincadeira… Já tava passando da hora também, né?

Colocamos pra tocar só músicas de natal! De Celine Dion (a gente gosta tah?!) a um cd ótimo que achei aqui em casa que chama Christmas Time, uma coletânea com gravações mais antigas… lindo! Estávamos super no clima! A hora foi passando… O cheiro de açúcar inundando o ambiente… as mãos cansadas, porém felizmente, a paciência esgostou assim que terminamos de confeitar todos os 12! parece pouco, mas é muuuito depois de algumas horas! hehe

Deixei as fotos pro dia seguinte, aproveitando a claridade da tarde, sem chuva, com a ajuda do gustavo (que no dia anterior não ficou na cozinha com as meninas, ficou no video game.).

E, olha, tô pra falar que eles ficaram gostosos!! Muito gostosos!! A combinação da cobertura com a massa ficou ótima!! Fica a dica.

Essa foi mais uma aventura minha na cozinha com a companhia da Letícia. A cada encontro estamos aprimorando mais. Com uma mutreta ali, um improviso aqui… A gente ri pouco e acaba dando certo! É assim que começa!

Bengala e cereja feitos por mim e chapéuzinho pela Lelê

Três feitos pela Letícia

Bandeja completa

Os dois de trás feitos por mim e o da ponta pela Letícia

Os gifts da Lelê

Feito por mim

E pra finalizar o post natalino com atraso, mas ainda no clima, um vídeo do tenor italiano Andrea Bocelli. Parte de um show dele de Natal em que ele canta com os Muppets! Tenho esse dvd… é lindo!! Da última vez que assisti logo pensei em colocá-lo aqui pra vocês assistirem. É uma graça e bem divertido!

É isso que eu desejo pra todos vocês que me visitam o feitos e achados e pra mim também: coisas doces em seus vários sentidos (hehe), singelas, divertidas, cheias de amor e de tranquilidade!

Pra começar bem a semana.

Descobri esse video através do blog Ideias de fim de semana. Um blog super de bem com a vida e que eu já mostrei pra algumas pessoas. Vale conferir!

Sobre os artistas do vídeo, SUPAKITCH & KORALIE, são um casal sueco e tem uma loja de brinquedos, camisetas e acessórios chamada Metroplastique. Eles pintam geralmente em muros e em paredes de importantes museus, como esse do vídeo: o museu de cultura mundial de Gotemburgo, na própria Suécia. Vai o link também: Varldskulturmuseet

Gostaria de ter um galpão/atelier perto de casa, ou uma casa no galpão/atelier pra fazer umas coisas gigantes assim.

Espero que vocês aproveitem bastante e se inspirem!!

Ensaio sobre a cereja.

Já virou uma tradição de fim de ano pra mim comprar um saquinho de cerejas. Fico numa felicidade só quando os vejo nas bancas da feira ou no surpermercado. Acho que já foi por elas serem um indício de férias (que por sí só engloba muita coisa boa), agora vai mais pelo lado prazeroso de ter pra mim essas frutinhas tão gostosas, lindas e elegantes. E confesso, um saquinho de cerejas a cada fim de ano com a esperança de poder comprá-las num mercadinho simpático (não necessariamente europeu) como se compra jabuticaba! hahaha

Não me lembro quando isso tudo começou, mas a partir desse ano começo a publicar o registro dessa tradição. Já fotografei uma outra vez, mas desta vez, fiz mais direitinho no pseudo-estudio-improvisado daqui de casa que é “montado” quando bate sol na área, por ali na máquina de lavar. Isso ajuda muito na hora de fotografar pra quem tem preguiça de montar um mini estudio em casa!

Desculpem as fotos gigantes do outro post. Dessa vez arrumei antes!

Pros que gostam, deliciem-se!

Pra finalizar, um super parabéns pro Gustavo, porque ele formou ontem! O Cine Theatro Central estava lindo, quente e emocionante como sempre em uma noite de colação de grau unificada!

Entradas Mais Antigas Anteriores Próxima Entradas mais recentes