Retomada #1

Putz!
Quanta coisa, quanta coisa boa aconteceu nesse tempo que estive fora (do blog, apenas.)!!
Coisas que me fazem querer ser uma pessoa mais organizada e ter um registro concreto desses momentos, porque eu tenho esse lado… Só que ele não aparece! Aí sou desorganizada mesmo, tem coisa em caixinha, tem coisa na carteira, tem coisa no meu painel, tem coisa que já foi pro lixo…
Não vou romancear nada do que aconteceu porque acho que isso gera um compromisso que não é o lema desse blog e vai atrasar ainda mais a retomada (que nem sei se vai vingar).
Pois bem, tenho (re)lido, (re)escutado ou seja, fazendo e achando umas coisas interessantes que merecem blog. Quem sabe uns devaneios não entram nessa também? Nada de promessas!
O que interessa dessa vez e numas próximas, quem sabe, são pessoas que escrevem o que eu estava querendo dizer, mas poxa, elas chegaram primeiro! Ou elas são dotadas pra isso e eu apenas para ler, ver, ouvir, cantar, suspirar, refletir, criticar….
Essa semana comecei a caminhar com a minha prima, Elisa. Isso mesmo! Pode rir você também, todo mundo já fez isso, mas a gente está indo direitinho. E hoje, no “random” veio essa pra mim, lindamente, me fazendo retomar com o blog. Sempre gostei, claro, mas tem dia que certas coisas se encaixam sem pedir licença…

Às vezes eu só quero descansar
Desacreditar no espelho
Ver o sol se pôr vermelho
Acho graça

Que isso sempre foi assim
Mas você me chama pro mundo
E me faz sair do fundo de onde eu tô
De novo.

Nada sei dessa tarde
Se você não vem
Sigo o sol na cidade
Pra te procurar

Eu bem sei onde tudo vai parar
Já não tenho medo do mundo
Sou filho da eternidade
Trago nesses pés o vento

Pra te carregar daqui
Mas você sorri desse jeito
E eu que já perdi a hora e o lugar
Aceito.

Nada sei nessa tarde
Se você não vem
Sigo o sol na cidade
A te procurar

Nada de meu nesse lugar
A cidade vai pensar
Que nada aconteceu em vão
Você vai me ligar então mais uma vez

http://www.vagalume.com.br/marcelo-camelo/vermelho.html#ixzz22SOFs1Ho

Anúncios